quinta-feira, 18 de julho de 2019


Na mesma semana em que se calcificou o maior ataque do governo Bolsonaro aos trabalhadores, através da aprovação da Reforma da Previdência, aconteceu em Santa Maria a 26° FEICOOP e 15° Feira Latino Americana de ECOSOL de 11 a 14 de julho de 2019.
As consignas de resistência e insistência encunhada pela Irma Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, na abertura do evento deu o tom para as atividades que seguiram durante os quatro dias de comercialização e formação.
A Associação do Voluntariado e da Solidariedade – AVESOL esteve presente junto com a Rede Ideia (Rede de Economia Solidária apoiada pela AVESOL) que contou com a participação de 50 representantes de grupos de economia solidária. A Rede Ideia foi a maior delegação dos grupos de economia solidária a participar do evento.
A AVESOL fez parte das entidades e autoridades que compuseram a mesa de abertura, também ajudou a organizar o Seminário: Reciclagem, bandeira de luta dos ambientalistas contra a incineração, que teve como proponentes a União Nacional das Cooperativas e Associações de Catadores – UNICATADORES e o Movimento Nacional das Catadoras e Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR e ASCAT – Associação de Catadores de Materiais Recicláveis da Cavalhada. A noite do dia 13 (sábado) foi aquecida pela formação sobre cidadania e participação popular que aconteceu no hotel onde os grupos da Rede Ideia estavam hospedados, o momento foi conduzido pelo advogado do CRDH – AVESOL, Pedro Gil. A AVESOL também esteve na articulação e organização da reunião do Fórum Brasileiro de Economia Solidária que durante sua reunião lançou o documento provocador para construção do documento base para a VI Plenária.
Não há dúvida que a FEICOOP e a Feira Latino Americana de ECOSOL é um espaço de resistência e insistência. Frente aos muitos ataques sofridos pela classe trabalhadora a Economia Solidária tem uma árdua tarefa pela frente.
Acreditamos que é necessário Fortalecer os Fóruns de Economia Solidaria, para fazer a luta política é preciso ocupar os espaços de representação democrática da Economia Solidária, seguir em uma linha de formação continuada e permanente, ampliar os espaços de capacitação para as trabalhadoras e trabalhadores, possibilitando organizar arranjos produtivos em redes colaborativas que respeitem a vida do planeta. É preciso derrotar o capitalismo e seus agentes de plantão, para isto precisamos avançar em nossas organizações e em nossas lutas, defendemos unidade de ação entre os movimentos populares e todos que tenham em suas bandeiras a luta anticapitalista e antifascista.





0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

Seguidores