terça-feira, 29 de novembro de 2022

No dia 24 de novembro das 9h30 às 12h00 aconteceu, na sede da AVESOL, assessoria para dar continuidade ao Planejamento Participativo Popular com o grupo Ly Variedades. Contou com a presença da a coordenadora Eliane e uma das integrantes Isaura. 

O momento iniciou relembrando a trajetória de caminhada do grupo, desde 2017 a 2022, muitas conquistas, desafios e superação, em meio as crises econômicas e políticas. Analisamos a evolução desse modelo de economia no Brasil, mostrando que mulheres e homens do campo e da cidade são capazes de produzir riquezas por meio da Economia Popular Solidária. Assim nos lançamos nesse novo desafio de participar da Rede Ideia – AVESOL, para conhecermos a tão falada Economia Solidaria, no entanto até aí éramos só um grupo de artesãs. A economia solidária veio para nos comprometer mais com as causas ambientais e nos desafiar numa economia, do protagonismo comunitário, do trabalho coletivo, do bem-viver, resgatar os sentidos compartilhados de coexistência, que instaura a participação e fortalece o ideal democrático de solidariedade, cooperação, respeito à natureza, comércio justo e consumo solidário. 

Enfrentamos os dois anos de Pandemia atuando em rede socias como Facebook, WhatsApp, Instagram e encomendas, não foram anos fáceis, mas, tivemos que nos recriar mediante a um vírus que nos causou, perdas de parceiros e parceiras de trabalho também como familiares, nos reinventamos para aprender caminhar nos desafios da caminhada do ontem e do hoje.  

O grupo hoje faz sua caminhada na dinâmica do comprometimento com a vida e com uma economia humanitária, estamos presentes em vários espaços como: Parque da Redenção, Praça da Trindade no bairro Menino Deus em escolas e feiras locais. Consumo Responsável, que para a sociedade de modo geral soam como novidade, mas que na prática integram origem dos empreendimentos econômicos solidários e cujos princípios são vividos cotidianamente, e que tem sido e serão de grande utilidade para a recuperação econômica no pós-pandemia de covid-19. 





sexta-feira, 25 de novembro de 2022

No dia 22 de novembro ocorreu, online e na sede da AVESOL, a Partilha de Experiências do Curso de Formação de Líderes organizado pelas educadoras Taís e Franqueana que contou também com a presença dos Estagiários de Design Felipe e Jaime. Estiveram presente 14 grupos de empreendimentos solidários de Artesanato e Catadores da Rede Ideia: Lucineide Associação Construção; Míriam Misturando Arte; Bethe União de Vilas; Luciana Mimos e Companhia; Jussara Raios de Sol, Maria Regina Mulheres d’cores, Cenira Artimanha, Luana Cooperativa Eco dos Verdes; Adriana Cooperativa Concreal; Ivone   Cooperativa 20 de novembro; Sonia   Mulheres de Luta; Gislaine - Rozu Balú, Ivone 20 de novembro. 

A Educadora Tais acolheu todos e motivou para uma rápida apresentação, após a Gestora da AVESOL, Daniela Pimentel, agradecer cada grupo e pessoas ali presente pela participação no curso e ressaltou a importância da formação contínua na caminhada, somos multiplicadoras de valores e saberes, de posicionamentos sobre temas transversais, ampliando as possibilidades de ação conjunta, imediato houve uma motivação para ouvirem na voz de Zé Vicente o poema É por Amor a Vida 

 Os Participantes fizeram uma roda de conversa sobre as temáticas do Curso de Formação de Líderes, onde destacaram alguns temas que chamaram mais atenção, o que se destacou mais foi: Letramento Digital, Mídias e Redes Sociais e   O que é Ser Líder?  alguns já estão colocando na pratica o que aprendeu, na medida do possível conseguiram passar um pouco do Curso para os demais integrantes dos grupos que não participaram do Curso de Formação de Líderes, Destacaram a formação ofertada pela Rede Ideia - AVESOL  um ponto muito positivo, sempre nos proporcionando momentos formativos para nossa vida pessoal e grupal. 

A Rede Ideia – AVESOL proporcionou o curso para os grupos de empreendimentos solidários de Artesanato e Catadores com objetivo de fortalecer e formar lideranças para o exercício pleno da cidadania na luta pela defesa dos direitos humanos, desenvolver conhecimentos e habilidades e transformação da atual conjuntura epidemiológica, social e política do país e de diferentes realidades locais. 





Alguns estudos foram feitos para mostrar que sim, o voluntariado transforma a vida das pessoas reduzindo o stress e traz um sentido de propósito para uma sensação maior de bem-estar.

No dia 22 de novembro de 2022, o Programa de Voluntariado da AVESOL e o Núcleo de Voluntariado AVESOL/PUCRS, através do Centro de Pastoral, realizou uma visita na Associação Comunitária Santa Rita de Cássia para firmar mais uma parceria.

A Associação se localiza no Jardim Carvalho em Porto Alegre, e tem como objetivo a defesa dos direitos sociais, atendendo crianças e adolescentes assim como suas famílias em vulnerabilidade social.

Agradecemos a Sra. Isabel, integrante da Diretoria, assim como a Susana, Coordenadora pela acolhida e por acreditarem na parceria e na Rede de Solidariedade.




quarta-feira, 23 de novembro de 2022

O trabalho voluntário tem o poder transformador na área da saúde mental pois é eficaz na aprendizagem de novas habilidades.

Nesse sentido, no dia 17 de novembro de 2022, o Programa de Voluntariado da AVESOL realizou a visita a AGAFAPE ( Associação Gaúcha de Familiares de pacientes Esquizofrênicos) para estreitar os vínculos e a assinar o Termo de Convênio 2023/2024.

A AGAFAPE presta atendimento a pessoas acometidas por Esquizofrenia, Transtorno Afetivo Bipolar (TAB), Transtorno Bipolar de Humor (TBH), Depressão e Retardo Mental e tem o espaço como uma referencia saudável em seu dia a dia e também estimular a socialização, através de atividades em grupos,  em um espaço de troca de interação.

Parabéns à Direção, na pessoa de sua nova Presidenta Sra. Elisete do Carmo de Oliveira, assim como seus Colaboradores e Voluntá[email protected] que realizam esse trabalho com amor, dedicação e responsabilidade.




 

terça-feira, 22 de novembro de 2022

O colégio Farroupilha, de Viamão, recebeu a  equipe do Centro de Referência em Direitos Humanos/Avesol para uma série de oficinas sobre a prevenção e combate ao bullying e a promoção de cultura de paz entre as crianças e adolescentes da escola.


Participaram das oficinas o 3º, 6º, 7º e 9º anos, somando cerca de 120 educandos e educandas na formação. É muito importante tratar desse tema tão recorrente nas escolas e que acarreta em tanto sofrimento para crianças e adolescentes, que justamente estão passando por um processo de transição e de desenvolvimento peculiar.


Para os encontros, a equipe do CRDH abordou o assunto a partir de três momentos: (i) discussão sobre o conceito de bullying, buscando identificá-lo enquanto uma forma de violência sistêmica; (ii) as consequências geradas pelo bullying para as vítimas, causando sofrimento, isolamento, depressão, etc. e; (iii) a promoção de cultura da paz como uma maneira de romper e superar com a existência de um contexto em que as relações sociais são marcadas pela violência.


As atividades propostas pela equipe auxiliaram na aproximação dos jovens entre si pela reafirmação da importância do respeito, do cuidado e da empatia entre os e as colegas.
















 

A maioria das pessoas não imagina o quanto podemos aprender com os portadores de necessidades especiais, observando sua riqueza oculta na sua essência.

Nesse sentido o Programa de Voluntariado da Avesol, a convite da Associação de Mães Rita Yasmin- AMRY, participou do evento “A inclusão através da arte”, no dia 09 de novembro, com o objetivo de mostrar os trabalhos pedagógicos realizados pelas crianças e adolescentes especiais atendidos pela instituição. Trabalhos esses realizados em telas (pinturas) e trabalhos de reciclagem, assim como a panfletagem com informações para contribuição.

Precisamos aprender a valorizar o conteúdo e não apenas a forma.

Agradecemos o convite da presidenta da instituição, Sra Antônia, por podermos participar e contribuir nesse momento tão importante.




A solidariedade é uma forma de nos conectar com as pessoas e com o mundo. O Voluntariado faz parte dessa grande conexão, pois ser solidário é a inspiração para praticar o trabalho voluntário.

No dia 10 de novembro de 2022, o Programa de Voluntariado da AVESOL e o Núcleo AVESOL-PUCRS, visitaram o Centro Missionário São José, para uma nova parceria junto ao Voluntariado.

A Instituição faz parte da Associação Missionaria de Beneficência das Irmãs Servas do Espírito Santo e foi fundada em 2004. Está localizada no Bairro Bom Jesus em Porto Alegre.

É uma instituição de defesa dos direitos socias, atendendo 115 crianças e adolescentes ao dia no turno inverso da escola.

Agradecemos a Irmã Sílvia pela acolhida e sempre acreditando que formando conexões e redes a solidariedade se torna mais forte.



A equipe do Centro de Referência em Direitos Humanos/AVESOL esteve no dia 17/11 na Escola Municipal Paulo Freire em Alvorada, realizando oficinas sobre Bullying e Cultura da Paz, bem como de projetos de vida.

A oficina sobre prevenção e combate ao bullying e promoção da cultura da paz foi destinada aos educandos de 2º a 5º ano e 8º ano do ensino fundamental. 

Já a oficina sobre projetos de vida foi voltada para os alunos do 9º ano, auxiliando na construção de alternativas e perspectivas de futuro, considerando a importância da etapa de transição que se encontram, de encerramento do ensino fundamental e início do ensino médio.

Ao todo, contamos com a participação de 204 educandos e educandas. Por meio das formações nas escolas, o CRDH busca promover a defesa de direitos humanos, a educação, o protagonismo juvenil e a vivência de relações saudáveis e positivas









sexta-feira, 28 de outubro de 2022

 No dia 13/10/22 as educadoras Tais e Franqueana, fizeram assessoria interna com as coordenadoras Pâmela e Debora da Cooperativa Dos Catadores De Materiais Recicláveis Da Cavalhada – ASCAT, situada na rua Monsenhor Ruben Neis, 730 - Cavalhada, Porto Alegre – RS. Após ouvir o relato de como está a caminhada da cooperativa, organizamos agenda, as demandas mais urgentes que precisava ser feito e resolvido. Às 11hs foi realizada uma reunião com todos os 18 cooperados para eleger 3 titulares e 3 suplentes para colocar no regimento do estatuto da cooperativa, pois as que estavam não fazem mais parte da cooperativa, foram eleitos titular: Debora Oliveira Silva, Daniel Lopes e Joceli Benites e suplentes Luiz Gustavo Escobar de Oliveira, Sandra Rodrigues e Karen Silveira, logo após todos retornaram para seus trabalhos. 

Depois de construir um diálogo com as coordenadoras Pamela e Debora, juntas fomos organizar as planilhas de organização de coleta dos resíduos 

AVESOL está firme na luta com os catadores, ajudando e sendo pontes, não deixaremos que os trabalho dos catadores, que já teve um pouco de notoriedade, perca ainda mais a sua importância em nossa sociedade.  





No dia 21 de outubro, a educadora Franqueana fez uma roda de conversa, risadas e sonhos partilhados com o grupo Mimos e Companhia na residência de uma das integrantes do grupo situado na Av. Vicente Monteggia, 368 – Porto Alegre /RS. O grupo tem 17anos de muita luta e residência na caminhada, começou com 4 integrantes e hoje são 7 corajosas mulheres que trabalham com Crochê, Origami, EVA, Pintura em Tela, Laços Pintura em Pedra e Essências, cada uma faz sua produção em casa e vende coletivamente, ou seja, quando tem feiras que algumas podem participar e outas não, as que vão levam o material das outras, algumas do grupo tem local fixo de venda de seu empreendimento tais como: Bric da Redenção, loja da Economia Solidaria entre outros.  

No período da pandemia o grupo se interessou pelas redes sociais e começaram a colocar seus empreendimentos a venda no Facebook e Instagram, receberam bastante encomendas, foi bom nesse período para a gente se dar conta das ferramentas que tínhamos em nossas mãos e não sabia usar, filhos, netos e sobrinhos nos ajudaram, fala da Cícera coordenadora do grupo. Essas são alternativas estratégicas na promoção de um desenvolvimento com sustentabilidade, equidade e justiça social. 

Ficou já marcado o próximo encontro para elaboração do Planejamento Participativo Popular Solidário, fazendo resgate da caminhada de 17 anos do grupo, ligando a produção à transformação, à distribuição e ao consumo, criariam cadeias produtivas baseadas na solidariedade e na satisfação das necessidades reais de todas e não só de algumas. 

AVESOL proporciona esses momentos para os grupos se fortalecer, ganhando experiência e espaço no interior da sociedade e economia desiguais, hoje dominantes no planeta. 




 No dia 17 de outubro de 2022, a Educadora Taís assessorou o Grupo de Economia Solidária Raios de Sol, que fica na Viamópolis – Viamão - RS.

O intuito dessa assessoria era realizar uma retomada da linha do tempo do grupo, como ele iniciou e como está atualmente. O grupo contou muito sobre sua trajetória na cidade de Viamão e o que tem dificuldade relacionado aos temas de comunicação e estruturação de grupo. Realizamos uma retomada e fizemos algumas propostas para o próximo encontro de assessoria.

A Rede Ideia entende que a solidariedade pode estar presente, de maneira estruturante, na promoção do desenvolvimento local. A proposta de Planejamento Participativo Popular Solidário da Raios de Sol considera esse como horizonte de uma outra economia e de um outro modo de desenvolvimento de forma sustentável-solidária



No dia 14 de outubro de 2022, a Educadora Taís assessorou o Grupo de Economia Solidária Afroaya, que fica na Restinga – Porto Alegre- RS. 

O intuito dessa assessoria era realizar uma retomada da linha do tempo do grupo, como ele iniciou e como está atualmente. 

O coletivo Afroaya, que carrega como símbolo o Adinkra “samambaia” que significa resistência e ousadia. Dentro do coletivo coexistem os grupos: Alecrim Dourado, Flor do Campo, Flores de ébano e D’Versas. 

A Rede Ideia compreende o quanto é importante nas dinâmicas e pautas que envolvem a economia solidária realizar o reconhecimento dos povos africanos e originários. Mais do que resistir juntos contra todo o tipo de discriminação refletimos a partir de filosofias africanas como UBUNTU dos povos Bantu: “eu sou por que nós somos”.  A proposta de Planejamento Participativo Popular Solidário da Afroaya é o fortalecimento de seu empreendimento econômico e empoderamento da população negra, tratando das relações possíveis para a formação de redes colaborativas, geração de renda e bem viver. Para mudar a realidade em seu entorno, realizamos a reflexão que os o GES onde negros e negras se unem num propósito de Economia Solidária precisam para além da autoestima, apropriar-se cada vez mais dos mecanismos de resistências, o aquilombar é uma necessidade social, política e econômica. 




O trabalho voluntário em hospitais é uma participação ativa, pois promove uma ação responsável e humana, ajudando na qualidade do acolhimento, dando conforto aos pacientes em seu processo de tratamento. E este comprometimento contribui para transformação social.

Nesse sentido, no dia 21 de outubro de 2022, foi realizado no Centro de Convivência da PUCRS, o encontro dos Voluntá[email protected] do HSL, após dois anos de afastamento em função do COVID19.

O momento foi de troca, compartilhar e falar sobre Espiritualidade e Cuidado,  com a palestra do Gustavo Balbinot.

Foi emocionante reencontrar, abraçar e confraternizar com os voluntá[email protected] engajados nesse trabalho maravilhoso dentro do hospital.

Agradecemos a [email protected] que participaram e tendo a certeza de que a caminhada continua, com dedicação, responsabilidade e amor.




Conforme o Programa de Voluntariado da Rede Marista, “o Voluntariado se insere em um processo que pretende agir na causa dos problemas sociais e não apenas contentar-se com ações paliativas diante daquilo que fere a vida”.

Nesse sentido o Programa de Voluntariado da AVESOL, realizou uma visita ao Centro Social Marista- CESMAR, para estreitar os vínculos e conversar sobre o Voluntariado da Instituição.

O CESMAR se localiza no bairro Mario Quintana e atende crianças e adolescentes revivendo a proposta educativa de São Marcelino Champagnat, contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e fraterna. No complexo do CESMAR se localiza também o Colegio Marista Irmão Jaime Biazus e o Polo Marista de formação tecnológica.

Agradecemos ao Mayke e Jardel, da Coordenação de Pastoral, e ao  Vice Diretor Leomar pela acolhida,  tendo a certeza que que a rede  de solidariedade e do voluntariado transforma vidas.




quinta-feira, 27 de outubro de 2022

Na tarde do dia 14 de outubro de 2022, a educadora Franqueana, foi até a cooperativa Mãos Amigas para dar continuidade a assessoria ao Planejamento Participativo Popular Solidário com o grupo ali presente. Estavam presentes os 4 integrantes do grupo, por 2 horas o grupo parou para um bom bate papo sobre a organização interna e externa das encomendas recebidas de camisetas, uniformes, máscaras entre outros. O grupo percebeu que este ano tiveram muitas encomendas, porém ninguém fez um balaço de quantidade de trabalho desenvolvido, o tempo que cada produção levou para ser feito, a quantidade feita para cada entidade e valores recebido de cada uma, mediante isso se ver a necessidade de criar uma planilha de organização interna de encomendas recebidas e trabalho entregue no devido período. Para uma melhor organização o grupo vai ver as encomendas que são fixas e as que vão recebendo durante o ano e montar um calendário para não se perderem nas entregas das encomendas e entregarem no tempo acertado.  

As educadoras Franqueana e Tais juntas com o grupo vão montar as duas planilhas interna e externa para ajudar na organização do planejamento estratégico do grupo e ver quais os princípios reger a caminhada da cooperativa, o grupo vai usar a ferramenta para ver se estão resolvendo o problema do público com qualidade, ver quais os principais parceiros e qual o tipo de relacionamento com público atendido.





O Centro de Referência em Direitos Humanos/AVESOL realizou uma série de oficinas sobre a prevenção e combate ao bullying e a promoção da cultura da paz, com crianças e adolescentes do Movimento por uma Infância Melhor (MIM).

Ao total, 50 jovens participaram da formação que buscou promover a vida saudável por meio de relações positivas e harmoniosas.

Para isso, a equipe do CRDH abordou a temática de forma lúdica, utilizando música, dinâmicas de integração e linguagem acessível para cada idade.

Crianças e adolescentes são sujeitos em uma etapa muito importante de desenvolvimento. Garantir que esse período seja livre da violência e do sofrimento causado pelo bullying é um compromisso de todos em busca de uma sociedade mais justa, inclusiva e humana!







sexta-feira, 21 de outubro de 2022

 No dia 17 de outubro, às 14hs, aconteceu online a 4ª etapa de formação do Curso de Formação de Líderes com os grupos de empreendimentos solidários de artesanato e catadores da Rede Ideia, com a mediação do Professor Joadir Forest,  do Instituto Kaplun de Comunicação e Educação de Brasília/DF em parceria com AVESOL. Tivemos como convidados os facilitadores Andrei Thomaz Oss-Emer, Mestre em Filosofia pela UFPel, membro da Cáritas Arquidiocesana de Pelotas, da Pastoral da Educação e da Comissão Pastoral da Terra, compõem a equipe de Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e Clara e Peterson Prates, jornalista, compõe a Colegiada das CEB's do Regional Sul 1 e membro da Articulação Brasileira para a Economia de Francisco e Clara com o tema “O Líder Jesus: espiritualidade libertadora e meio ambiente”, contou com 15 participantes síncronos e 82 visualizações. 

Na particularidade do tema o facilitador Andrei, ressaltou que para as novas economias no século XXI, masculino e feminino tem que caminhar lado a lado, ombreados, nem à frente nem atrás, mas de mãos dadas, valorizando os saberes tradicionais das mulheres e suas formas de cuidado e respeito à natureza cíclica de nossa casa comum, o planeta Terra. O patriarcado reduziu a economia unicamente à dimensão material e produtivista. Essa concepção distorceu o sentido do bem-estar social, produzindo iniquidade e infelicidade, no caminhar junto, feminino e masculino buscam novos paradigmas, da competição para colaboração; do egoísmo para generosidade; da exploração para sustentabilidade; da acumulação para distribuição; do desequilíbrio nas relações entre pessoas e países para o equilíbrio, com comércio justo e solidário; do consumo desenfreado ao consumo responsável. 

No despojar da caminhada da casa comum Peterson Prates, reafirma que a nossa organização precisa está marcada pela profecia, a gente não anunciar o novo sem denuncia aquilo que não está bom, nós não vamos fazer sozinhos é através de aliança que vamos conseguir, nossa militância a partir da mística de Jesus de Nazaré é justamente o movimento e a coletividade é aí que nós queremos encontrar o poder que não é algo referencial é dividido e partilhado é por isso que a gente consegue transformar.  

No momento de interação do conteúdo com os facilitadores, o grupo teve uma boa participação, gostaram do tema dos convidados, acharam a linguagem bem acessiva, interagiram com os facilitadores tais como:  Acreditar e agir para que a Economia Solidária realmente se coloque em prática para que a desigualdade econômica seja cada vez menor (Gislane). 

AVESOL tem por finalidade a promoção humana por isso incentiva e aposta nos grupos de empreendimentos de   Economia Solidária, que buscam conhecimento, promover o desenvolvimento pessoal e contribui na construção de mundo mais justo e solidário. 




 No dia 14 de outubro de 2022, a Educadora Taís assessorou o Empreendimento de Economia Solidária Santa Clara, que fica na João de Oliveira Remião, 4444 Lomba do Pinheiro – Porto Alegre- RS. Realizamos uma retomada da última assessoria pelo olhar das duas integrantes que elencaram mudanças importantes como: estreitamento de relações de venda com a comunidade e ampliação de encomendas.

Realizamos uma prospecção das próximas assessorias que contarão com o tema: Economia de Francisco e Clara além da criação do acordo coletivo do GES Santa Clara.

A Rede Ideia compreende que, quanto mais conectados ao território e ao projeto comum, pautado em acordo coletivo que cada grupo cria e se orientará, mais os integrantes se fortalecerão para enfrentar dificuldades. Para isso deve fazer sentido e ressoar na prática do cotidiano do GES. Atualmente é necessário resistir juntos ao aspecto de dominação da subjetividade humana e desumanização. Por isso a proposta de Planejamento Participativo Popular Solidário para Santa Clara é centrar esforços na cultura que entende a coletividade e a geração de renda digna através da padaria como o movimento impulsionador do grupo.



quinta-feira, 20 de outubro de 2022

 No dia 11 de outubro de 2022, a educadora Franqueana visitou o grupo Toque de Anjo para uma assessoria na sede do grupo. Dona Oraide, coordenadora, relatou como está o grupo e como fizeram a caminhada nesse período da pandemia. O grupo conta com 7 integrantes, todos desenvolveram seu trabalho em casa e uma vez por semana, nas terças-feiras, se reúnem na sala do grupo no prédio da economia popular para a produção coletiva.

 Os artesanatos do grupo estão expostos em vários lugares, casa do Artesão, loja da Economia Solidária, Mercado Público e em várias feiras locais. O empreendimento tem como princípio desenvolver um trabalho sustentável e solidário baseado na organização coletiva e mostrar para pessoas que é possível ter um consumo consciente desde o comer até o vestir. Ficou marcado a continuidade da elaboração do Planejamento Participativo Popular Solidário com a presença de todos os 7 integrantes do grupo, vai acontecer na sala do grupo no prédio da economia popular solidaria na Vigário José Inácio 303, centro.    

A coordenadora do grupo Dona Oraide, agradeceu por estarem inseridas na Rede Ideia- AVESOL, somos o que somos hoje é resultado de um trabalho desenvolvido pela entidade, muito tem contribuído para nosso crescimento, nos ensinou a caminhar nos princípios da autogestão, da solidariedade, da democracia, da cooperação e do bem viver, fundados nos e direitos humanos e da natureza.  




No dia 10 de outubro de 2022, das 14h às 17h, aconteceu o encontro mensal da Rede Ideia com a presença de 27 participantes de 18 grupos de empreendimento de Economia Popular. As educadoras Tais e Franqueana conduziram o momento da mística, em quando se ouvia a oração Mariana de Dom Helder Câmara, os participantes, refletiram sobre a padroeira do Brasil Nossa Senhora Aparecida, buscando força e colocando nosso Brasil e a caminhada da economia popular em suas mãos, através da dinâmica dos símbolos tirado de dentro da caixa passada de mãos em mãos. 

 Logo após a Educadora Tais leu a carta elaborada pelos grupos de empreendimentos da Rede Ideia - AVESOL, em seguida assistiram o vídeo sobre o que faz nossos governantes, Senadores, Deputados Estadual e Federal e o Presidente da República. Falta conhecimento das pessoas sobre o sistema político do Brasil, que vem atrelado a deficiência no ensino que não transmite as informações sobre o tema de forma clara, os atores políticos buscam manter a população alienada dessas questões.  

“Nós não recebemos educação política não entendemos como funciona o sistema político, queremos mudanças e não sabemos como, votamos naqueles que me agrada pela beleza e pelo que a mídia fala não pelo seu plano de governo” disse Beatriz do grupo Mulheres de Luta.

Em seguidas dividimos os grupos para fazer avaliação das Feiras da Cidadania já ocorridas em 3 Colégios da Rede Marista. Positivamente as escolas abriram as portas para acolher os grupos, as inscrições feitas online foram muito boas, pois desafiou o uso da tecnologia e a atenção ao período de inscrição e datas das feiras. “Somos bem acolhidos pelas escolas, os espaços oferecidos excelente, a presença das educadoras muito bom, qualquer dúvida estão ali para nos atender, os grupos de empreendimentos mais unidos”, relatou uma integrante.  A Feira da Cidadania tem por intuito a educação e transformação social através do consumo consciente e solidário, onde muitos dos produtos são confeccionados na ótica da sustentabilidade, aumentando a vida útil dos materiais e cuidando do planeta. 

Finalizamos o encontro falando da importância do Curso de Formação de Líderes para cada um e cada uma, e ao som da música Negra mariana, todos em prontidão assinavam a carta de Princípios da Rede Ideia ao Pleito Eleitoral 2022.  






terça-feira, 18 de outubro de 2022

 O Centro de Referência em Direitos Humanos - AVESOL, no dia 17 de outubro de 2022, realizou uma oficina sobre "Bullying e Cultura da Paz", com 60 educandos do EMEF Guerreiro Lima, em Viamão.

A oficina buscou motivar uma cultura de paz no ambiente escolar, promovendo à vida através de relações sadias, para evitar bullying. 

Os casos de bullying nas escolas tem intensificado muito devido este período de isolamento social que tivemos na pandemia de covid-19, refletindo no aumento de casos na volta às aulas. 

A AVESOL através do CRDH reafirma seu compromisso na promoção dos Direitos Humanos por uma cultura da solidariedade.






No dia 07 de outubro de 2022, a Educadora Taís assessorou o Unidade de Triagem de Resíduos Sólidos Santíssima Trindade, que fica na Avenida Bernardino Silveira de Amorim, 2315 Rubem Berta – Porto Alegre- RS. Estavam 19 integrantes presentes nesse dia. Realizamos uma retomada da linha do tempo do Galpão, como ele iniciou e como está atualmente. 

Todos que se manifestaram falaram da importância de ser e fazer acontecer dentro do grupo que hoje se sustenta com a compra e venda de materiais exclusivamente entre os integrantes. 

Conseguimos refletir brevemente sobre o quanto a Economia Popular Solidária, é um caminho diferente, que nos possibilita um processo de dignidade a partir da ação coletiva e que tem suas dificuldades também. A Coordenadora Solange, agradeceu a presença da Avesol, relata que se sente mais assistida tendo a entidade por perto. 

A Rede Ideia mantém uma postura de implicar-se, de disponibilidade de  repensar  e  ressignificar os fatos,  gestos, lembranças, momentos da produção reflexiva dos grupos e da ação caminhante de cada um que no coletivo encontra uma forma real de busca por dignidade e melhores condições de trabalho.




sexta-feira, 14 de outubro de 2022

AVESOL compreende a necessidade de criar iniciativas que auxiliem as pessoas no processo de crescimento pessoal e em grupo. Curso de Formação de Líderes, que visa capacitar integrantes dos Empreendimentos Econômicos Solidários da Rede Ideia para ser líderes e protagonistas de suas vidas, recriando e liderando o presente na perspectiva do futuro. 

No dia 05 de outubro ocorreu online a Partilha de Experiências do Curso de Formação de Líderes organizado pelas educadoras, Taís e Franqueana, que contou também com a presença dos Estagiários de Desing, Felipe e Jayme. Estiveram presente 12 grupos de empreendimentos solidários de Artesanato e Catadores da Rede Ideia: Lucineide Associação Construção; Míriam Misturando Arte; Bethe União de Vilas; Luciana Mimos e Companhia; Jussara Raios de Sol, Maria Regina Mulheres d’Cores, Cenira Artimanha, Luana Cooperativa Eco dos Verdes; Adriana Cooperativa Concreal; Ivone   Cooperativa 20 de Novembro; Sonia, Mulheres de Luta; Gislaine - Rozu Balú. Cada participante na sua disposição e dedicação agradeceu a oportunidade de estar fazendo o Curso de Formação de Liderança.  

Todos falaram que estão gostando do curso e que estão aproveitando bem, as redes sociais têm sido uma ferramenta muito importante proporcionando esse tipo e formação online, ou seja, oportunizando formações importantes para nosso crescimento.



 

terça-feira, 11 de outubro de 2022

No dia 22 de setembro de 2022, a Educadora Franqueana assessorou o Grupo Misturando Arte, em sua sede de trabalho situado Entrada dos Barcellos, 2333 Cascata - Porto Alegre/RS. O grupo Misturando Arte tem 4 integrantes que tem como objetivo a geração de trabalho e renda, com responsabilidade ambiental, baseados na autogestão e na educação popular. O grupo tem uma longa caminhada de luta, durante o período da pandemia não faltou trabalho, estávamos sempre na ativa, foi período sofrido e conflitante, mas conseguimos fazer a caminhada acontecer.  

Em uma roda de prosa o grupo fez uma retomada da caminhada no período da pandemia, fundação do grupo, até os dias atuais. A customização de máscara foi uma grande potencialidade no período da pandemia, com isso outras demandas foram surgindo, tais como: formação sobre online loja, online, feira online, feira orgânica MST, contraponto entre outros. As feiras livres que participamos vai além da comercialização de produtos é considerada a cultura representada através do artesanato, música e literatura.  O grupo sempre se desafiando na busca do novo, acreditam que cada novidade que surge é desafio para todos e todas.  

AVESOL, sempre parceira conosco, nos ajudando cada vez mais a desenvolver o trabalho coletivo, damos o máximo de autonomia cada integrante do grupo para que na sua liberdade faça acontecer uma economia baseada na solidariedade, na cooperação, na autogestão, no respeito ao meio ambiente e no bem-estar do ser humano. 





sexta-feira, 7 de outubro de 2022

 Dia 15 de setembro de 2022 ocorreu o Módulo II do curso de Formação de Líderes, com os facilitadores Jacques Alfonsin professor Horista da Universidade do Vale do Rio dos Sinos e Luciana Escouto Coordenadora Pedagógica do Instituto Leonardo Murialdo na gestão de programas e projetos para crianças e adolescentes em parceria com a Prefeitura de POA, que trabalharam o tema: Conjunturas e cenários; qual nosso dever enquanto brasileiros? O dever de um governo: Análise a respeito do Governo Bolsonaro; Direitos Humanos, Políticas Públicas, teve a participação de 12 pessoas dos empreendimentos de artesanato e catadores via chat e foi visualizado por 105 pessoas. Douglas coordenador do CRDH, fez acolhida da mesa e saldou todos os participantes ali presente.  

O professor Jacques Alfonsin, iniciou o encontro lançando a seguinte pergunta: “ Mas por que pensar sobre esses assuntos? O tema direito sofre um ataque violento ideológico de desmoralização, o significante dos direitos humanos ele não tem o mesmo significado para muitas pessoas.Os significados de todas elas são abrangentes e subjetivos, dependendo do contexto e da opinião de quem as usa.” 

No bate papo sugiram perguntas e reflexões sobre o tema tais como: Qual o papel da ONU nos direitos humanos e como tratar do assunto dos direitos humanos com as pessoas que acreditam que ele só serve para proteger criminosos? Os diretos Humanos não são uma defesa para bandido. Os direitos humanos não vão garantir impunidade, vão garantir que a pessoa tenha defesa e um processo justo. 

A equipe da AVESOL percebe que é importante reconhecer que boa parte da população, não pode se dar ao luxo de estudar, refletir e pensar sobre políticas públicas e direitos humanos. Estão ocupados tentando sobreviver, garantindo o dinheiro da próxima refeição ou do aluguel. E por isso escolhe esse tema e esse formato online para que a educação política oriente o cidadão a tomar consciência dos problemas locais e participar da transformação do lugar onde vive. 





YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Arte Por Toda Parte

Arte Por Toda Parte
Conheça um pouco do projeto Arte Por Toda Parte

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

[email protected]

Seguidores