30 de janeiro de 2012


No dia 27 de janeiro, aconteceu um encontro de fortalecimento de parcerias entre a Secretaria Nacional de Economia Solidária, Cáritas Nacional, Fórum Brasileiro de Economia Solidária, Guayí e AVESOL . Estiveram presentes: o Secretário Nacional de Economia Solidária, Sr. Prof. Paul Singer, o Diretor do Departamento de Fomento à Economia Solidária/SENAES, Sr. Roberto Marinho; representante do FBES e Secretário Executivo da Cáritas Brasileira Nacional, Sr. Ademar Bertoci, Articuladora Nacional do Projeto Brasil Local, Sra. Vanda Maria Fernandes, Coordenadora da Guayí, Helena Bonumá, Presidente da AVESOL, Ir. Miguel Antonio Orlandi e demais colaboradores da AVESOL/ Projeto Brasil Local. O Secretário Nacional de Economia Solidária, Sr. Prof. Paul Singer, ressalta que o Programa Brasil Sem Miséria está direcionando a atenção principalmente aos mais pobres, sendo algo inédito na história e para isso acontecer da melhor forma é necessário aprendermos com nossos erros até acertar, sendo necessária a socialização dos processos. Depois de um período de desconforto em relação à finalização do Projeto Brasil Local através da celebração do Termo Aditivo, a SENAES pede confiança em relação a execução do Projeto Brasil Local Desenvolvimento Local e Economia Solidária e Brasil Local Economia Feminista, apontando que a promoção de ações integradas entre órgãos públicos, entidades da sociedade civil e movimentos sociais está nas mãos dos agentes de desenvolvimento local, ressaltando a importância das ações de fechamento do projeto para o fortalecimento da economia solidária. A economia solidária é um movimento de base, em que é necessário enxergá-lo de baixo para cima, de forma participativa. Os agentes de desenvolvimento local desenvolvem suas atividades incansavelmente nessa luta de articulação, fomento e fortalecimento da ECOSOL. O presidente da AVESOL, Ir. Miguel Antonio Orlandi, afirma que o clima de instabilidade enfrentado dificulta a execução do projeto, gerando um clima de insegurança relacionado à continuidade da realização das ações planejadas e finalização sólida e coerente do mesmo. A AVESOL luta pela consolidação da política pública de economia solidária, visando a transformação social, baseada em princípios de justiça social e econômica, cooperação e solidariedade, e faz dessa a sua prática diária. O momento foi de semear parcerias e confiança com coração puro e lutador.


Mais uma vez estamos reunidos em Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo e Novo Hamburgo para debater e elaborar propostas para um novo mundo. Nesta edição o Fórum Social é temático e vai concentrar os
debates nos temas centrais da conjuntura internacional que são a crise capitalista e justiça social e a justiça ambiental.

O FST 2012 se insere no processo do Fórum Social Mundial, iniciado aqui em 2001, e quer ser novamente um espaço de convergência do pensamento altermundista. Neste início da segunda década do século XXI, duas questões dominam os debates: a crise do mundo capitalista, no momento evidenciado no continente europeu e na recessão norte-americana; e as luta dos movimentos e organizações sociais por um desenvolvimento sustentável que preserve o meio ambiente e respeite os direitos dos diferentes grupos sociais, principalmente os mais vulneráveis do mundo.

Como em junho próximo, acontece no Rio de Janeiro a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que marca duas décadas da Eco92, o FST2012 também se insere como momento preparatório para a Rio+20 dos Povos que será um evento paralelo à conferência oficial e que reunirá lideranças e movimentos dos cinco continentes para pressionar por avanços na defesa dos direitos sociais e ambientais de todos os povos. Passados 20 anos, está claro que nenhuma das promessas feitas pelos governos foi cumprida. É preciso que movimentos e ativistas sociais estejam presentes para marcar nossas posições de desagrado com o modelo de desenvolvimento das economias capitalistas, que gera devastação ao planeta e sofrimento aos povos. Parte desta mobilização e a discussão e elaboração de propostas alternativas estarão sendo articuladas em dezenas de Grupos Temáticos e de Atividades Autogestionárias em nosso Fórum Social Temático. Nestes cinco dias haverá centenas de atividades, oficinas, palestras, seminários, conferências e atividades culturais.

A juventude terá seu espaço de destaque no Acampamento Intercontinental da Juventude, teremos o protagonismo das feiras de economia solidária,praças de alimentação orgânica, vegetariana e espaços de convivência e vida alternativa. As quatro cidades receberão representantes de todas as vertentes da sociedade civil organizada. De todo os continentes estarão presentes ativistas que foram protagonistas dos novos movimentos, tais como o Occupy Wall Street, a Primavera Árabe, os indignados da Espanha, as manifestações estudantis chilenas, entre outros. Este Caderno de Programação que cada participante tem em mãos, contêm um guia praticamente completo de programação do FST 2012. Os movimentos e organizações sociais brasileiros e internacionais convidam a todos:

                                          É hora de reinventar o mundo!


27 de janeiro de 2012




"Venho através desta, relatar ao Pe. Rudimar, ao Rodrigo e toda equipe que, ainda temos bastante trabalho pela frente e que nossa luta não vai parar, mas gostaria de aproveitar este momento de reflexão para agradecer, justo eu que tive uma perda irreparável de um filho, foi quando a Avesol chegou e me deu a oportunidade, de novamente me sentir humana, ajudando o próximo, Pe. Rudi, você talvez não saiba como foi importante pra mim, acreditar novamente no ser humano, com este trabalho eu resgatei minha vida de volta, e continuo acreditando nas pessoas, pois quando passamos por uma tragédia como eu passei, duvida-se até da existência de Deus e vocês fizeram eu voltar a realidade, continuando minha trajetória, entendendo que Deus não tem nada haver com nossas tragédias e sim, são conseqüências de um sistema que não funciona, eu perdi um filho e graças a Avesol e o Projeto Brasil Local, ganhei 200 filhos para cuidar na cozinha da escola.


Todos os dias eu olho para estas crianças e vejo o rosto do meu filho nelas, e compreendo que ele está feliz com meu trabalho, estou na frente do meu computador e fico pensando, porque pessoas boas como vocês passam por nossas vidas e logo temos que nos separar?


Difícil de explicar!

Eu desde criança sempre trabalhei com padres, mas só 02 fizeram a diferença em minha vida, um foi o Pe. José Aparecido Pinto, coordenador da Ação Social do Paraná e capelão da Assembléia Legislativa que me ensinou a trabalhar com os grupos e o outro foi o sr, com seu carisma e atenção, obrigada por este tempo que convivemos e trabalhamos juntos, e por esta equipe que você tem, a Grazi meu Deus, que pessoa maravilhosa, generosa, que sabe respeitar o outro, olhar no olho, abraçar forte. Seria bom demais se no mundo existissem mais pessoas assim, porque nos dias de hoje está tão difícil de encontrar pessoas que saibam trabalhar com a razão e com o coração. Quero que todos vocês saibam que estarão em minhas orações todos os dias, Rodrigo, você sempre tão companheiro amigo e responsável. Sempre com paciência nos ajudando, obrigada meu amigo e irmão de lutas. Esta carta talvez pareça que estou triste com o encerramento do projeto, estou sim, porque agora vamos nos distanciar mais, por esta razão estou triste, mais sabemos quanto ao trabalho, o que temos que fazer e vamos continuar nossa luta, acreditamos e queremos uma nova sociedade, vamos juntos finalizar esta etapa e dar continuidade ao nosso projeto de vida.


Pe. Rudimar saiba que o você fez chegar em muitas mesas, pão e esperança, coisas que não tinham e hoje tem, graças ao seu empenho e dedicação, não sei se vamos nos ver neste período, mas gostaria de dizer, que devo muito a cada um de vocês, obrigado pela solidariedade, pelo amor e respeito que tiveram comigo, eu estarei sempre aqui com minha luta, agora mais do que nunca, defendendo e fazendo uma nova sociedade, mais justa, fraterna e solidária, encerramos o Projeto Brasil Local, mas não encerramos a luta, esta vai continuar.


Que linda família nós fizemos neste período, todas as agentes, a coordenação, esta família estará unida sempre, temos a certeza de missão cumprida, graças a Deus todos os empreendimentos que eu acompanhei, sei que eles têm condições de continuar sem a minha participação, é uma grande alegria, talvez eu não consiga acompanhar vários grupos como estava fazendo, mas estarei aqui em minha comunidade e município lutando por igualdade, respeito e solidariedade, acreditando sempre numa nova sociedade.


Desculpem este desabafo, mas não poderia deixar de dizer o quanto amo todos vocês, obrigada, obrigada.

Muita paz e luz neste ano de 2012 e que Deus nosso pai esteja com cada um e cada uma de nós nesta caminhada".






Rosali – Agente do Brasil Local do Paraná.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores