20 de dezembro de 2013

Está acontecendo em Brasília ente os  dias 11 a 13 de Dezembro de 2013 a 12ª Oficina para Inclusão Digital e Participação Social, contando com 315 participantes de todo o Brasil.

Desde 2001 vêm sendo realizadas as Oficinas, contudo, a partir de 2012, as Organizações da Sociedade Civil tomaram definitivamente a frente deste importante evento. Construída com muito esforço, esta edição experimentou instrumentos democráticos, arrecadou recursos, criou mecanismos para contemplar, da forma mais justa e possível, o maior número de participantes. Estão sendo priorizadas regiões com menos acesso a novas tecnologias e atores da Inclusão Digital e Participação Social que ainda não tinham participado de nenhuma edição. Selecionou atividades e organizou debates e oficinas pensando em formação relevante e na construção de bases para discutirmos, juntos/as os rumos de um projeto de Inclusão Digital e Participação Social para o país.

A 12ª Oficina é um espaço de conversa com os agentes públicos, um espaço de participação cidadã que está em nossas mãos. Devemos produzir diagnósticos e formular indicações para implementação de políticas públicas de Inclusão Digital e participação soial.




12 de dezembro de 2013

A comissão de destruição de mercadorias apreendidas da Inspetoria da Receita Federal, em Porto Alegre, está fazendo um trabalho de reaproveitamento de alguns produtos apreendidos, para isso foi feita uma parceria com a AVESOL (associação do voluntariado e da solidariedade), que conta co mais de 48 grupos de artesanato para que pudessem transformar os materiais em mercadorias comercializáveis, tais como peças de artesanato e trabalhos manuais, gerando um complemento de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

E com esses grupos é feita uma rotatividade para que todos possam mandar seus representantes, assim descaracterizando materiais aprendidos e os transformando em artesanato. Alguns materiais podem ser utilizados na forma como foram apreendidos como, por exemplo, os prendedores para fones de celulares, que podem servir para fechar embalagens abertas. Uma boa parte dos produtos, porém, precisa ter sua marca arrancada de forma a não estragar a peça, para transformar-se em mercadoria reutilizável. Calças e bermudas jeans para adultos podem virar bolsas ou roupas infantis, camisetas transformam-se em roupas para animais de estimação, bolsas viram niqueleiras, tudo dependendo da quantidade do produto que poderá ser aproveitado e da criatividade das participantes.

Grupos como Cia. Do Fuxico, Elianartes, Artes Baby M Graça Criarte, Torotama Alvorada, Acorde Mulher, Mulheres de Fibra com Mãos de Fada e Tchê Amigas da Arte, trabalham para transformar os materiais em produtos comercializados em feiras. São mais de 48 grupos de economia popular solidaria cadastradas na Avesol, que se revezam na realização das tarefas.

As mercadorias apreendidas pela Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp), após os devidos trâmites legais e a declaração do perdimento, são disponibilizadas para a descaracterização. Trabalho que ocorre duas vezes por semana nas dependências da Inspetoria.



13 de novembro de 2013

Prezados associados do Núcleo ABCR/RS,
Estamos entrando em contato, para fazer um convite especial. Você é nosso convidado para nosso primeiro Seminário sobre captação de recursos.
Será nesse mês ainda, no dia 20/11, no auditório do Pão dos Pobres, a partir das 14 horas com encerramento em torno das 19h, pois teremos um momento cultural que será feito pelo pessoal da Santa Casa.

Teremos a presença de nosso presidente nacional João Paulo, bem como a disponibilidade de profissionais renomados que contribuirão como facilitadores, trazendo um pouco de suas experiências para compartilhar conosco, todos de forma voluntária e que prontamente se colocaram a disposição ante nosso convite.

Nosso Núcleo esse ano teve muitos avanços e isso não se deu sozinho! Graças a sua participação e, aos que não puderam comparecer, sentimos sua falta!
Gostaríamos de contar com sua presença, pois o evento será gratuito para associados ABCR RS. Para não associados, cobraremos uma taxa simbólica de R$20,00.
As inscrições podem ser feitas no link https://docs.google.com/forms/d/1Tzdd6Wnv17ePsR0FoXztOKaRHQxZ0r9CsR5JAwwdvO4/viewform
Pedimos que também nos ajude a divulgar esse importante evento em suas redes, em anexo o nosso flyer.
Curta nossa fan page também http://www.facebook.com/NucleoAbcrRS
Contamos com seu apoio e sua estimada presença,
Um cordial abraço,
Jonas e Arno
Coordenadores do Núcleo ABCR RS


2 de novembro de 2013

No dia 07/11 acontecerá o último encontro de formação de voluntários da AVESOL e PUCRS. Neste dia nos encontraremos para fazer uma reflexão do ano que passou, de nossas ações, de nossos erros, acertos e de "como nossas vidas têm transformado vidas". Junto a isso queremos compartilhar os sentimentos que estão "GRITANDO" em todos nós: esperanças, sonhos, conquistas de 2013, desafios para 2014, frustrações... Tudo para que juntos possamos melhorar os encontros de 2014 e, consequentemente, melhorar nossas ações junto a quem mais nos interessa: as pessoas com quem dividimos todo o nosso carinho nas organizações sociais em que atuamos.

Esse é nosso último encontro do ano:

Esperamos por você!

 


Data: 07/11

Horário: 18h

Local: sala 104 – Prédio 17 – PUCRS

 

Obs.: Confirme sua presença pelos emails voluntariado@pucrs.br e tatiana.silveira@avesol.org.br

 

 
 


 

 


 

 

 
No dia 31 de outubro a AVESOL realizou um encontro de formação com o empreendimento de economia solidária ECOPAPEL.  O encontro buscou fazer um diagnostico da situação real do empreendimento e prospectar alternativas de melhorias para a produção, controle e vendas dos produtos.  O Grupo ECOPAPEL surgiu em 2009 a partir da necessidade dos moradores da comunidade Jardim do Castelo em Viamão, a Ideia era gerar renda através da reciclagem de papeis. De 2009 até hoje o empreendimento não apenas conseguiu cumprir com seu objetivo inicial como também se tornar referencia dentro da economia solidária tendo como protagonistas Marcos e Gil militantes abnegados da luta por um mundo mais justo e solidário.




Novembro a escola São Pedro terá mais uma edição da Feira da Cidadania realizada por empreendimentos de economia solidária, apoiados pela Associação do Voluntariado e da Solidariedade – AVESOL, a feira acontecera nos dias 6, 7 e 8 de novembro no saguão da escola São Pedro.

Esta é uma boa oportunidade para adiantar seus presentes de natal, pois a feira ira contar com uma variedade de produtos artesanais e produtos de alimentação como pães cucas e chocolates.

A feira faz parte das ações realizadas pela AVESOL em parceria com a Rede Marista.



 
Nos dias 28 e 29 de Outubro em Curitiba/PR reuniu-se o Conselho Gestor do Centro de Formação em Economia Solidária (CFES) Região Sul em sua 2ª reunião, para dialogar, encaminhar as questões referentes ao Projeto e sua formação nos Estados. Foram debatidas as seguintes questões: Estrutura de Gestão do CFES Regional Sul, sua relação entre os Conselhos Gestores, Comitê Metodológico e Núcleos Temáticos (desafios quanto a participação dos Gestores Públicos); orientações e esclarecimentos sobre as atividades (metas e etapas); construção do comitê metodológico; estratégias de mobilização de participantes para as atividades; processo de sistematização das formações e seminários que irão acontecer durante a concretização do Projeto.

Também foi encaminhada uma carta do Encontro Regional do CFES referente que o mesmo, determinava a suspensão, por um prazo de 30 dias dos repasses de recursos financeiros para os termos de adesão e convênios celebrados por aquele Ministério, em toda a sua estrutura, incluindo os da Secretaria Nacional de Economia Solidária.

Segue a carta:

CARTA DE CURITIBA – CONSELHO GESTOR CENTRO DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA REGIONAL SUL

Nós, representantes de empreendimentos econômicos solidários, entidades de apoio e fomento e gestores públicos, membros dos fóruns de economia solidária integrantes do Conselho Gestor do Centro de Formação em Economia Solidária e Apoio a Assessoria Técnica da Região Sul, reunidos em Curitiba, em 28 e 29 de outubro, nos somando à Associação Brasileira de ONGS - ABONG e ao Fórum Brasileiro de Economia Solidária  vimos a público manifestar o que segue:
No dia 17 de setembro último, as organizações da sociedade civil e o Movimento da Economia Solidária foram surpreendidas com a Portaria 1.409, no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que determinava a suspensão, por um prazo de 30 dias dos repasses de recursos financeiros para os termos de adesão e convênios celebrados por aquele Ministério, em toda a sua estrutura, incluindo os da Secretaria Nacional de Economia Solidária.
Findo o prazo estipulado para a observação dos Convênios e o processo não tendo sido concluído, nova informação foi divulgada, em 25 de outubro, adiando por mais 30 dias uma possível solução para o impasse e majorando o nível de problemas vivenciados pelas entidades – o que inclui a possibilidade de que os recursos, mesmo que escassos, destinados à Economia Solidária, não possam ser utilizados em função do final do exercício em curso.
É importante destacar que a radical medida protagonizada pelo Ministro Manoel Dias foi tomada após a descoberta de uma fraude no MTE que, no entanto, não possui nenhuma relação com os convênios realizados no âmbito da Economia Solidária. Carrega, entretanto, no seu bojo, mais uma inadmissível onda de criminalização das Organizações da Sociedade Civil (OSC´s) e dos Movimentos Sociais.
Segundo o estudo “As Fundações Privadas e Associações Sem Fins Lucrativos no Brasil” (Fasfil), realizado pelo IBGE e o IPEA, existem 291 mil ONG’s no Brasil. Destas, 3%, ou 8,7 mil, têm contratos de alguma ordem com o Governo Federal. Nesse universo, apenas uma foi envolvida no atual escândalo.
Apesar disso, o MTE suspendeu todos os contratos, trazendo um prejuízo incalculável na execução de políticas públicas por parte destas ONGs e fazendo com que todas estas entidades e, mais importante, as cidadãs e cidadãos que elas atendem – paguem pelo crime de alguns.
Reforçamos o posicionamento da ABONG, de que é um erro prejulgar todas as Organizações da Sociedade Civil por conta das ações de um grupo criminoso e reafirmamos que o caminho para coibir casos de desvio é a criação de um Marco Regulatório transparente. A definição de uma legislação específica é uma demanda das próprias entidades e uma nota pública, neste sentido, já conta com a adesão de 50 redes e 227 entidades. Além disso, um Projeto de Lei definindo um Marco Regulatório foi construído em um grupo de trabalho entre governo e representantes da Plataforma por um Novo Marco Regulatório para as Organizações da Sociedade Civil, mas segue engavetado.
Reafirmamos que é inadmissível a postura do Ministro que, na tentativa de desviar os olhos da mídia e da sociedade para as responsabilidades do órgão público que dirige, na fiscalização de todos os contratos, promove novos capítulos na tentativa de criminalização das ONGs.
Falamos, com isso, em especial, das política voltada para a Economia Solidária, escassas e de difícil acesso para uma parcela da população brasileira que disputa, mesmo em condições absolutamente desiguais, um modelo alternativo de Desenvolvimento Econômico para o país.
As Organizações da Sociedade Civil têm um papel fundamental no fomento e assessoramento técnico dos empreendimentos de economia solidária (EES), Redes e Cadeias Produtivas que trabalham nesta perspectiva. Mas também na facilitação do acesso a outras políticas públicas desenvolvidas pelos governos – tão importantes para a melhoria da qualidade de vida e reinserção social de uma significativa parcela da população que continua vivendo em situação de risco social.
Além disso, devemos destacar que as Organizações da Sociedade civil são propositoras de novas experiências; da formulação de políticas públicas e, para além de serem executoras exemplares desta política, contribuem com a formulação e disseminação de tecnologias sociais.
Este trabalho não pode ser jogado fora, não pode ser ignorado pelo Estado e seus órgãos. Deve-se, sim, olhar a essência do que está sendo realizado: são milhares de trabalhadoras e trabalhadores que encontram nestes projetos uma maneira de realizar seu papel social, seu projeto de vida e contribuir para o crescimento coletivo. Os exemplos são muitos, na Economia Solidária, na agroecologia, no protagonismo das mulheres, na juventude, no etnodesenvolvimento, entre outros.
A suspensão dos repasses e a suspeição generalizada, além de colocar as ONGs em uma situação de vulnerabilidade, coloca todas estas pessoas e seus trabalhos sob risco, determina a descontinuidade das políticas públicas e deteriora uma base social importante, que busca sua autonomia econômica, social e política.
Um Brasil sem miséria é um Brasil onde possamos construir estas alternativas com tranquilidade e estabilidade, reconhecendo a importância do movimento, política e institucionalmente, com os marcos legais apropriados e um tratamento justo e transparente na relação com o Estado.




25 de outubro de 2013

A AVESOL realizou no dia 22 de outubro um encontro de formação na Associação de Recicladores de Cachoerinha, o encontro contou com a presença dos 18 catadores e catadoras que fazem parte da Associação.

O momento possibilitou o debate sobre alternativas para organizar os processos de trabalho na unidade dentro dos princípios da ECOSOL respeitando autogestão e a solidariedade. Também ajudou a definir as funções de cada trabalhador na unidade e oportunizamos o espaço para debater a situação dos catadores no município.

A unidade de triagem está situada no distrito industrial de Cachoerinha, na Travessa Gregório 65,e funciona de segunda a sexta feira das 9h às 17h30min.

“Todos vem à cidade limpa, mas poucos veem nosso trabalho” declarou Lizete, Presidente da Associação. Nossa luta é para sermos reconhecidos como trabalhadores capazes e por isso estamos nos organizando para que no futuro possamos fazer a coleta seletiva na cidade.





11 de outubro de 2013

No dia 08/10 aconteceu reunião na Câmara de Vereadores em Charqueadas, contando com a presença do Presidente da Câmara, de Vereadores e Vereadores/as com representação de todas as bancadas, da Associação dos Recicladores de Charqueadas(ARC), do Secretário do Meio Ambiente. O objetivo era o encaminhamento para o Edital da Prefeitura de contratação de empresa para trabalhar na Reciclagem de Resíduos Sólidos no Município de Charqueadas.

No primeiro momento realizou-se uma conjuntura da situação, esclarecendo que a Prefeitura de Charqueadas abrirá um edital para contratação de empresa para trabalhar no galpão de reciclagem. Os Vereadores/as não tinham pleno conhecimento do que está  acontecendo. Após as colocações realizadas pela Associação de Catadores, abriu-se um debate para encaminhamentos e como reverter a situação, mantendo a ARC no galpão de reciclagem.

Encaminhou-se que os vereadores/as irão debater o assunto e após agendar uma reunião com o Prefeito, exigindo o quanto antes que se resolva o impasse, mantendo os recicladores trabalhando no local.


4 de outubro de 2013

Está acontecendo nos dias 2/3 e 4 de outubro de 2013, no Colégio Marista Nossa Senhora Das Graças na parada 52 de Viamão, a Feira da Cidadania da Rede Ideia - Cultivando o Amanhã.

Estão participando  13 grupos de Artesanato e alimentação, com uma grande variedade de produtos confeccionados pelos próprios empreendedores solidários.

Com a oportunidade de ver os artesões construído seus produtos no local, a feira acontece em parceria entre AVESOL, Grupos de Artesanato e Colégio Marista Nossa Senhora Das Graças.

A feira tem inicio a partir das 8:30 da manhã e se estende ate as 18:00 da tarde.


24 de setembro de 2013

Entregue as agendas realizadas na sexta-feira 13/09, em Porto Alegre, Ferreira esteve reunido com o Ir. Miguel Orlandi, presidente da Associação do Voluntariado e da Solidariedade - AVESOL, César Carneiro, da Responsabilidade Social dos Correios/RS, e o líder comunitário Leonel Carvalho. Na pauta, a articulação do mandato em  parceria com a AVESOL nas ações de apoio a grupos de geração de renda e entidades sociais articulada com  as ações sociais dos Correios. A Associação do Voluntariado e da Solidariedade é uma entidade de assistência social, sem fins lucrativos e tem como missão promover ações de voluntariado e de solidariedade, apoiando grupos e comunidades organizadas em busca da transformação e justiça social.
Sua função é fundamentada na educação popular, possui como campo preferencial de trabalho a Economia Solidária, o Voluntariado e Assessoria de Projetos Sociais.

Nos últimos dias 17 e 18 de setembro, catadores de materiais recicláveis do Paraná Santa Catarina e Rio Grande do Sul estiveram reunidos na Casa da Juventude Marista (CAJU) debatendo a participação ativa dos catadores na organização das políticas públicas em seus municípios. Atividade foi realizada pela Associação do voluntariado e da Solidariedade através do Programa Comunidade Produtiva que apoia o desenvolvimento da Rede Ideia – uma rede de economia solidaria que busca a independência econômica de seus integrantes através de ações colaborativas entre os seus participantes.

O encontro contou com a colaboração do Movimento Nacional dos Catadores que contribuiu na organização do evento. Os 30 catadores que estiveram reunidos tiveram momentos para debater a atual situação da reciclagem no Brasil e em seus municípios, momento o qual oportunizou a troca de experiência e informações entre os participantes. Foi debatida a necessidade da construção de um novo modelo de gestão inclusiva dos resíduos sólidos no país.

Como declarou Luciano Menezes “Somos, nós que limpamos a cidade por isso somos nós que temos que dizer como é a melhor forma de fazer isso”.

O encontro serviu para demonstrar que existe outra forma de organizar a gestão dos resíduos, sem ter que explorar até a última gota de suor dos catadores.
 

 

18 de setembro de 2013

No dia 17/09 ocorreu no Gabinete do Prefeito de Porto Alegre uma reunião com a Coordenação da 15ª Feira Economia Popular Solidaria, juntamente com o Secretário da Economia Solidária e Micro e Pequena Empresa(SESAMPE), Sr. Mauricio Knijick, com Prefeito de Porto Alegre, Sr. José Fortunatti, com representante da SMIC, Secretário do Desenvolvimento Econômico.

Primeiramente foi exposto que novamente não se tem autorização legitimada para que a Feira Estadual de Economia Popular Solidária aconteça no largo Glênio Peres. O Secretário Maurício conjunturou que já são 6 anos a discutir o local da Feira, e em certos momentos não se teve avanços, mas hoje percebemos como a Economia Popular Solidária organizada  conquista seu espaço.

A Feira Estadual irá acontecer entre os dias 01 a 07 de Dezembro, no Glênio Peres, e para isso a equipe de coordenação trabalhará na elaboração do Projeto Lei, onde constará a Feira Estadual da Economia Popular Solidária será fixada neste espaço.


Na última quinta-feira, dia 12 de setembro, a Ação Social da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos realizou uma doação de mais de 300 produtos para o CESMAR Bortolini e AVESOL. Os produtos são diversificados como: aparelhos elétricos, produtos de beleza, material pedagógico e de limpeza, roupas e brinquedos; serão destinados a um brechó solidário a ser realizado em local e data a ser confirmado. A parceria com os Correios fortalece a cada dia as nossas ações, somando forças pela luta contra a desigualdade social e econômica de grupos, comunidades, famílias, crianças e adolescentes em situação de exclusão e vulnerabilidade.

A AIESEC, juntamente com seus parceiros organizadores AVESOL e Parceiros Voluntários, convida para a edição porto-alegrense do IDEIA SOCIAL, com a temática “Olhares sobre o Mundo”. O evento acontecerá dia 27 de setembro, das 15h às 18h30, na Sala José Lewgoy do Solar dos Câmara (Rua Duque de Caxias, 968 - 2° andar - Centro - Porto Alegre/RS).

O Ideia Social é um evento gratuito com lotação limitada, podendo participar até dois representantes de cada ONG de Porto Alegre e Região Metropolitana. O objetivo é o desenvolvimento do terceiro setor, a partir do compartilhamento de cases vivenciados pelas entidades presentes.
Agenda do evento:

14h30 – Credenciamento

15h00 – Abertura

15h10 - Palestra de Douglas Hagel Martins, Assessor de Responsabilidade Social da Gerdau: "A importância do engajamento jovem no Terceiro Setor"

16h00 - Depoimento de Tatiana Silveira, Coordenadora do Programa Ação Voluntária da AVESOL: “Projeto de Comunicação - A experiência entre intercambistas AIESEC e AVESOL: uma contribuição social?”

16h30 – Depoimento de Priscila Ballestrin, Responsável pelas áreas de atendimento e relacionamento com voluntários da Parceiros Voluntários: “A integração do voluntário intercambista nas organizações da sociedade civil: possibilidades”

17h00 – Momento aberto ao público para compartilhamento de experiências e realização de perguntas

18h00 – Encerramento

Por favor, garanta a presença da sua organização preenchendo a ficha de inscrição https://pt.surveymonkey.com/s/ideiasocial


10 de setembro de 2013



Convite:

Amigos(as) em solidariedade,
Os Voluntários do Núcleo AVESOL/Hospital São Lucas da PUCRS Convidam para:

Jantar Baile Beneficente

O evento tem o objetivo de arrecadar recursos  que serão destinados ao Projeto Caminho. E esses recursos serão destinados para o transporte de pacientes que tem o tratamento garantido, mas não possuem dinheiro para se deslocarem. Assim como para a alimentação dos acompanhantes que ficam no Hospital e não tem recursos para se alimentarem durante essa estadia.
O Projeto Caminho executa o brechó duas vezes ao ano, mas está tendo pouco resultado financeiro, o qual nos levou à ideia de criar este evento.

Contamos com sua presença e colaboração para causas tão nobres, voltadas à solidariedade e auxílio ao próximo. Convites podem ser obtidos através do email VoluntariadoHSL@gmail.com ou através do telefone (51) 81420543 – com Patrícia.

Veja alguns relatos de beneficiários do Projetohttp://servoluntario.com.br/JantarBaileBeneficente.aspx


Data: 14/09
Horas: 20h
Local: CTG Tiarayu – Rua Abílio Müller, 251
Ingressos: R$ 20,00
  




30 de agosto de 2013

A seleção para o projeto AVESOL/ONG Doutorzinhos iniciou em 1º de agosto com 100 inscritos. Após o período de inscrições tivemos 50 agendamentos de entrevistas. As entrevistas coletivas ocorreram na AVESOL de 21/08 à 29/08. Participaram do processo 45 voluntários. Os voluntários concorreram a 12 vagas para atuar como Doutorzinhos em hospitais de Porto Alegre. Os voluntários com perfis para projetos comunitários serão encaminhados aos 110 projetos de organizações sociais parceiras da AVESOL. Os Futuros Doutorzinhos iniciarão treinamento em clown e capacitação para atuação em ambiente hospitalar durante todo o mês de setembro. Segue a lista dos selecionados:


 Futuros Doutorzinhos:


1. Ana Elias
2. Bruna Bier
3. Bruna Espinosa
4. Dúnia Ribeiro
5. Fernanda Ferraz Cardoso
6. Leonardo D’avila Cardoso
7. Letícia de Oliveira Rosa
8. Liane Fraga
9. Karine Krug
10. Mariana Cardoso
11. Matheus Dorigatti Soldatelli
12. Renato Amorim
13. Sophia Andreola Borba
14. Valeska Pereira da Rocha


ATENÇÃO:

Selecionados para Projetos Sociais e Voluntariado da Saúde:

A partir de segunda-feira, 02/09, todos que participaram da seleção e não estão com o nome na lista acima, serão contatados pela AVESOL para a sugestão de encaminhamentos aos projetos comunitários e ao voluntariado da saúde.

Parabéns a todos e todas que compartilham do sentimento de solidariedade através do voluntariado e que participaram conosco nesta seleção!

***Os Selecionados para o Projeto AVESOL/ONG Doutorzinhos receberão um e-mail com as informações para o início do treinamento.


Sejam bem vindos (as) ao Programa Ação Voluntária!




26 de agosto de 2013

No dia 28 de agosto comemoraremos o DIA NACIONAL DO VOLUNTARIADO. E em homenagem aos voluntários teremos um dia com muitas atividades.

Para as organizações sociais parceiras, gestores e a comunidade em geral, estamos realizando a Oficina de Gestão de Voluntariado que será ministrada pelo Observatório do Terceiro Setor/FIJO.

Para participar, EXCLUSIVAMENTE, desta oficina é necessário enviar e-mail para tatiana.silveira@avesol.org.br e solicitar ficha de inscrição.
 

 LOCAL: Sala 703, Prédio 40
HORÁRIO: 11h às 19h
*últimas vagas!


INVESTIMENTO: contribua com 2kg de alimentos não-perecíveis, a serem destinados à comunidades em situação de vulnerabilidade social. A arrecadação da contribuição se dará no credenciamento do Evento. 

CERTIFICADO: os participantes receberão certificado no final do evento. Os alunos de graduação da PUCRS poderão encaminhar o certificado para validação de horas de atividade complementar (consulte a sua Unidade). 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO EVENTO 

8h - Credenciamento

8h30min - Apresentação artística

9h - Abertura 

9h30min - Talk-Show: A contribuição do voluntariado nas perspectivas da formação humana, profissional e desenvolvimento comunitário (Auditório do prédio 40)
Convidados:
Ir. Joaquim Clotet – Reitor da PUCRS
Ir. Miguel Antônio Orlandi – Presidente da AVESOL
Profª. Inês Amaro – Coordenadora de Desenvolvimento Social da PUCRS
Dr. Felipe Kirchner – Defensor Público do Estado do RS e integrante da Liga de Direitos Humanos
Guilherme Guaragna – Diretor de Empreendimentos da BRASKEM
Mediador: Maurício Perondi – Analista de Pastoral do Centro de Pastoral e Solidariedade/Observatório Juventudes

11h às 19h - Oficina de Gestão de Voluntariado - Observatório do Terceiro Setor/FIJO (somente para organizações sociais parceiras da AVESOL) (Sala 703, Prédio 40)

11h às 12h30min - Oficinas temáticas para voluntários e demais interessados:
Oficina 1 - Saúde: a contribuição do voluntariado na saúde e seus desafios (Sala 613, Prédio 40)
Oficina 2 - Saúde em movimento: práticas de voluntariado para diferentes públicos (Sala 614, Prédio 40)

12h30 às 14h - Intervalo

14h às 16h - Oficinas temáticas para voluntários e demais interessados:
Oficina 3 - Meio Ambiente: práticas de voluntariado para diferentes públicos (Sala 614, Prédio 40)
Oficina 4 - Educação: a contribuição do voluntariado em projetos educativos (Sala 613, Prédio 40) 
Oficina 5 - Saúde: práticas de voluntariado nas áreas da saúde (Auditório do prédio 40)

16h às 16h30min - Intervalo 

16h30min às 18h30min - Oficinas temáticas para voluntários e demais interessados:
Oficina 6 - Cidadania: voluntariado como exercício da cidadania (Sala 613, Prédio 40)
Oficina 7 - Clown: uma abordagem de humanização nos espaços de saúde (Sala 614, Prédio 40)
Oficina 8 – Voluntário Vida Urgente – uma questão de atitude (Sala 704, Prédio 40)

19h às 20h30min - Talk show: compartilhando experiências de voluntariado (Auditório do prédio 40)

20h30min - Encerramento

*A programação está sujeita a alterações.

****Para participar das demais oficinas  INSCRIÇÕES AQUI 

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores