6 de julho de 2018


Nos dias 16 e 22/05 de 2018, o Centro de Referência em Direitos Humanos-AVESOL realizou 3 oficinas sobre Direitos Humanos e Cidadania para 82 jovens atendidos pelo Centro Social Murialdo, em Porto Alegre/RS.
O objetivo da oficina foi promover a reflexão nos jovens sobre a importância do respeito aos Direitos Humanos para o exercício pleno da cidadania, bem como desconstruir certas visões arraigadas no senso comum sobre o conceito de Direitos Humanos.
Para isso, abordou-se a história dos Direitos Humanos, utilizando-se da conceituação geracional destes. Foi proposta uma dinâmica aos jovens que consistia na feitura de cartazes sobre os Direitos Humanos, tendo os jovens que desenhar no cartaz, os direitos humanos que foram sendo reconhecidos ao longo da história.
Além de proporcionar o conhecimento sobre os principais direitos assegurados a todos e todas pela Constituição, provocou-se o debate sobre a garantia destes direitos.
Muitos jovens mostraram-se surpreendidos que direitos considerados básicos e oriundos de lutas tão antigas como a Revolução Francesa, até hoje não são garantidos e respeitados.
Ao final, os jovens ficaram orgulhosos dos cartazes elaborados, tendo assumido o compromisso de afixá-los nas suas salas de aula.




5 de julho de 2018


 Produtos aprendidos, ou por serem produtos copiados de marcas famosas, e ou por motivo de sonegação de impostos, hoje tem um destino diferente.
Através da parceria entre a AVESOL e a Receita Federal parte destes produtos hoje é descaracterizado e destinado a doação para reuso como matéria prima de novos produtos. O processo que retira qualquer identificação de marcas é chamado de Descaracterização.  Para se tornar um produto novo nas mãos habilidosas das artesãs e artesãos que trabalham nos Empreendimentos Econômicos Solidários – EES apoiados pela AVESOL esses produtos deveram ser completamente, ou parcialmente customizados. Para ficar fácil de entender, uma camiseta pode ser transformada em bonecas, roupas de recém-nascidos entre outras coisas.
É importante salientar que os produtos apreendidos deixam em sua origem um passivo social, e uma vez nosso país, temos também o dano ambiental, pois, todos esses produtos de vestuário, ou eletrônicos são praticamente descartáveis. E aí está a importância do trabalho de descaracterização, pois ele busca diminuir o impacto ambiental, uma vez que reduz a quantidade de resíduos sólidos (lixo) destinando-os a aterros sanitários. Antes os resíduos sólidos também eram destinados aos aterros, uma vez que esse tipo de resíduo se assemelha muito com o resíduo (lixo) doméstico para, caso dos resíduos têxteis serve de matéria prima para a confecção de novos produtos confeccionados pelos EES, gerando renda para as famílias das artesãs e artesãos. Você deve lembrar que estes produtos competem com produtos similares feitos por trabalhadores brasileiros como você. Nós não o julgamos por adquirir produtos cópias de marcas famosas, mas pedimos que você repensasse, e sempre que possível adquira produtos feitos por artesãos de um empreendimento solidário, ou, um sapateiro de bairro, apesar de ser mais caros durará muito mais anos que tênis ou sapato copiados de marcas famosas.






4 de julho de 2018


Nos dias 15 e 19 de junho de 2018, o Centro de Referência em Direitos Humanos – AVESOL ministrou duas oficinas sobre Gênero e Sexualidade para adolescentes atendidos pelo Polo Marista de Formação Tecnológica na Ilha da Pintada, em Porto Alegre/RS, conforme atividades previstas no Termo de Convênio 861471/2017- MDH.
A oficina tratou sobre o tema Direitos Sexuais e de Gênero, permitindo o debate acerca de questões que afetam diariamente a vida dos jovens.
A conversa serviu para conscientizar os jovens sobre a importância do respeito à diversidade, bem como foi feita uma sensibilização sobre os papéis que são impostos a cada gênero em nossa sociedade. Com isso, foi feita uma reflexão sobre a violência, especialmente aquela praticada contra a mulher, tendo sido informado os canais de acesso à rede de proteção e atendimento à violência de gênero em Porto Alegre. Ao final, todos disseram ter aproveitado muito a oficina, sendo o tema presente e atual em suas vidas.




No dia 01/06/2018, o Centro de Referência em Direitos Humanos – AVESOL ministrou oficina sobre Direitos Sexuais e de Gênero para jovens no Centro Social Marista da Juventude no bairro Vila Nova em Porto Alegre/RS, conforme atividades previstas no Termo de Convênio 861471/2017- MDH.
A oficina tratou sobre o tema Direitos Sexuais e de Gênero, permitindo o debate acerca de questões que afetam diariamente a vida dos jovens. Ainda, a dinâmica proposta, com a elaboração de um cartaz, serviu para sensibilizar os jovens sobre os papéis que são impostos a cada gênero em nossa sociedade e como isso causa muitas mortes e sofrimento. 
A reflexão sobre a violência, especialmente aquela praticada contra a mulher, bem como o acesso à informação, uma vez que foram informados os canais de acesso à rede de proteção e atendimento à violência de gênero em Porto Alegre é de extrema importância nesta quadra de história em que vivemos, na qual a intolerância mostra-se cada vez mais presente. 
Ao final, foi tomado o compromisso junto com os jovens para que não se limitem pelo papel social de gênero que lhes é esperado da sociedade. Os jovens foram incentivados, então, a dar um título para o cartaz produzido, o qual foi levado por estes para ser afixados nos Centros Sociais que frequentam.  




YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores