27 de agosto de 2018


No dia 25/07/2018, o Centro de Referência em Direitos Humanos – AVESOL ministrou oficina sobre Direitos Humanos e Drogas para jovens atendidos pelo Instituto Brasileiro Pro Educação e Trabalho (ISBET), localizado na Rua Voluntários da Pátria, 513, 5º andar, Centro Histórico, em Porto Alegre/RS.
A oficina teve como objetivo provocar o debate sobre os motivos pelos quais as pessoas usam substâncias psicoativas, bem como informar sobre os riscos à saúde inerentes ao uso de drogas, lícitas ou ilícitas. Assim, apontou-se que as drogas agem no cérebro e interferem no nosso comportamento, causando danos para nós mesmos e, em determinados casos, para a sociedade. Podem ser legalizadas (como álcool, cigarro e medicamentos) ou ilegais (como a maconha, cocaína, crack e ecstasy). Os efeitos do uso de drogas variam de acordo com as características de cada pessoa, o tipo da substancia, a quantidade usada, a frequência e o ambiente. No início, podem até ser agradáveis, relaxantes ou estimulantes, mas com o uso prolongado essas características se perdem e os usuários tornam-se dependentes da droga.
Ressaltou-se as estratégias para não entrar nas drogas, como reconhecer a existência e o direito ao prazer, destacando que é possível ter prazer sem se colocar em situações de risco, oferecer informações corretas e realistas sobre as drogas (apresentar as drogas com realmente são – substâncias capazes de induzir alterações no organismo) e evitar o discurso proibicionista/terrorista (“matam, são muito perigosas, caminho sem volta, coisa de marginal”), pois esse discurso reforça o “mito das drogas”, estigmatiza os usuários, dificulta a busca de ajuda, leva os usuários a se sentirem indignos de ajuda e, pior, irrecuperáveis.
Os jovens trouxeram suas experiências com relação ao uso de drogas e pode-se perceber que muitos estavam ansiosos em falar sobre o assunto de uma forma que não fosse estigmatizadora ou pejorativa. Com isso, gizou-se sobre redução de danos como uma política de saúde que se propõe a reduzir os prejuízos de natureza biológica, social e econômica do uso de drogas, pautada no respeito ao indivíduo.
Houve intensa participação dos jovens, tendo estes comentado que o tema deve ser mais debatido na sociedade, com a ampliação do acesso a informação fidedigna sobre o assunto.



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores