14 de julho de 2017

No dia 06.07.2017, na sede da Fundação Luterana de Diaconia, este CRDH esteve na Roda de conversa, com a participação do Prof. Jacques Alfonsin, sobre a Medida Provisória n. 759, que trata da regularização fundiária de ocupantes irregulares de lotes de assentamentos, de terras públicas federais (na Amazônia e fora dela) e de áreas urbanas.
Logo de início, ressaltou-se que o Ministério Público Federal já lançou Nota Técnica, em que concluiu pela inconstitucionalidade da Medida Provisória 759, referindo que as alterações previstas irão possibilitar a transferência de áreas da União, por preços abaixo do mercado, a infratores ambientais, ou mesmo a pessoas que tenham trabalho escravo em suas propriedades, bem como facilitar a regularização de grandes posseiros, aumentando a concentração fundiária. (http://www.mpf.mp.br/…/medida-provisoria-que-altera-normas-…)
No que se refere as disposições sobre regularização fundiária rural trazidas pela medida provisória. Mais de 2 mil imóveis irregulares em terras públicas na Amazônia podem ser legalizados pela medida que esta sendo chamada de “MP da grilagem”. (http://apublica.org/…/mais-de-2-mil-imoveis-irregulares-em…/)



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores