9 de abril de 2020


O Conselho Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Sul, atento às medidas de combate à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), recomenda ao governador do Estado, Eduardo Leite, a criação de medidas de proteção e auxílio às comunidades em situação de vulnerabilidade social.
As comunidades em vulnerabilidade do Brasil, que expressam a desigualdade social e espacial, as precárias condições de vida, saúde, habitação, trabalho e lazer, tendem a sofrer os impactos do coronavírus de forma mais brutal. 
Existem 278 favelas no Brasil, segundo a pesquisa “impactos do coronavírus nas favelas”, e 84% das pessoas que vivem nessas comunidades, projetam uma redução de renda com as medidas de contenção. Outra consequência que esses moradores enfrentarão são as péssimas condições de saneamento básico, abastecimento de águas, coleta de lixo, transporte público e atenção básica à saúde.
O adensamento excessivo e a coabitação, que coloca pessoas com diferentes graus de vulnerabilidade ao vírus no mesmo espaço  reduzido de habitação e dificulta o isolamento de idosos e outros vulneráveis, pode intensificar a contaminação por COVID-19, sobrecarregar o Sistema Único de Saúde e pôr em risco a vida de muitas pessoas.
Considerando os cenários e a necessidade de ações para combater o coronavírus e preservar a vida de todos, o Conselho de Direitos Humanos faz a recomendação nº 23, para que o  executivo adote um plano emergencial para atender às comunidades em situação de vulnerabilidade social vivendo em precariedade urbana no Estado do Rio Grande do Sul, com a implantação de “benefício eventual” previsto na legislação de assistência social em caráter excepcional de modo a realizar, entre outras, ações sócio-sanitárias urgentes.







Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

[email protected]

Seguidores