18 de março de 2020

Manter e reconectar vínculos é uma das funções mais importante para a manutenção da união entre a força dos catadores trabalhadores e a sociedade. Dentro do abraço da Economia Solidária, a AVESOL foi ao chamado do Galpão de Reciclagem do Rubem Berta. Nesse encontro, foi trocada apresentações entre os novos membros de ambas famílias. Lídia, Andressa e Camila se apresentaram como as novas diretoras da Unidade de Triagem, enquanto o Educador Social Douglas apresentou o novo Educador Social, Guilherme e Fagner Jandrei se apresentou como militante do Movimento Nacional dos Catadores. Leandro Neto, integrante do Galpão de Reciclagem do Rubem Berta e também estava presente. O debate foi caloroso e enriquecedor. Foram discutidas as dificuldades dos trabalhadores do galpão gerada pela falta de reconhecimento da importante função socioambiental que o trabalho de catação tem perante a sociedade como um todo. Dificuldade gerada, principalmente, devido aos atrasos dos repasses das verbas devidas pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Esses atrasos contínuos dificultam a realização do trabalho em todas suas esferas. A AVESOL garantiu que, enquanto o Galpão de Reciclagem do Rubem Berta continuar ativada com a associação, ela continuará a lutar, a aprender e a agregar com os trabalhadores locais.





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

[email protected]

Seguidores