14 de maio de 2019


O Segundo Encontro Regional de Economia Solidária entre Brasil e Argentina aconteceu em Rosário-Santa Fé – Argentina, nos dias 03, 04 e 05 de maio de 2019, tendo como tema: “Dela Resistencia a la emancipación por un mundo sin capitalismo”.
A proposta de debate foi “Realismo capitalista”, termo criado por Marc Fischer que diz que não há alternativa ao modo de produção capitalista.
Como disse uma vez Frederic Jameson, “É mais fácil pensar o fim da humanidade, do que o fim do capitalismo.” Todavia, para nós há sim alternativas, de modo que afirmamos que estamos construindo essas alternativas nos nossos territórios todos os dias através das nossas práticas.
Esse encontro foi regado de partilha de saberes dentro do tema, de contato com territórios de resistência que plantam, produzem e se relacionam com respeito com a natureza e com o ser humano. Durante o mesmo, tivemos a oportunidade de visitar o Kilombo 27, espaço autogestionado por um grupo de capoeira e por empreendedoras e empreendedores sociais, que juntos se desafiam no dia a dia a manter viva a cultura da capoeira de angola. Fomos ao Mercado Solidário, espaço de comercialização coletiva e de exposição de artes, visitamos a Granja La Carolina, onde vivenciamos a colheita de zapalas (abobóras), a moagem de trigo orgânico, a retirada de favo de mel, a produção de chapati, pão feito com farinha, água, sal e fermento massa madre (fermento orgânico). Fomos passando de família em família no objetivo de nunca parar de partilhar. Ao final, plantamos OMBU, árvore nativa que simbolizou a nossa amizade.
Durante o encontro foram promovidas várias oficinas, desde teóricas até práticas, onde o Empreendimento de Economia Solidária Misturando Arte contribuiu com a oficina de Niqueleiras com ecofio e pet e Bonecas Abayomi, resgatando a cultura afro. Também participamos da mesa sobre Movimentos sociais e territórios resistentes, onde se trouxe relatos de práticas coletivas da Rede Ideia como forma de resistencia ao capitalismo.
O Encontro foi embalado por várias atividades culturais como: tango, chacareira (dança tradicional na Argentina) e as Murgas (espécie de carnaval em forma de teatro, mas com contexto social crítico). A Caravana do Brasil levou “Os Quixotescos”, que apresentaram “A Ilha Desconhecida”, inspirado no conto de José Saramago.
O momento foi único e de experiências inesquecíveis, pois saímos recarregadas e cheias de ideias paras nossas práticas coletivas e individuais. Por fim, agradecemos especialmente a Avesol, que acredita na autogestão e fortalece os empreendimentos através das suas práticas que promovem a emancipação.

Misturando Arte





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores