13 de fevereiro de 2020

Participamos do Fórum Social das Resistências dias 23 e 24 de janeiro em três atividades com os temas: 1) direitos dos povos, territórios e movimentos sociais, 2) convergência migrações contra o racismo e xenofobia e 3) assembleia dos povos.
Na primeira mesa foram abordadas, nas falas dos/as palestrantes e as intervenções dos/as participantes, a necessidade de luta pela democracia no contexto brasileiro, a luta comum entre os povos por melhores condições de vida, uma mudança nos paradigmas econômicos para substituir a concorrência pela solidariedade mundial, o Fórum Social, simultâneo ao Fórum Econômico de Davos, deveriam ter interesses na busca da justiça social e não apenas nos lucros. É um absurdo que os exportadores não paguem impostos e todo custo social recaia aos assalariados. Tratar a política como um fenômeno humano para o bem comum e não o velho “toma lá, dá cá”. É preciso exercer a cidadania pelo voto e eleger pessoas para nos representar, mas não eleger para que a classe política nos substitua como povo. 
O debate sobre as migrações é de extrema importância para os direitos humanos e estivemos presentes na convergência que fez uma conjuntura internacional e teve a fala do Fórum Permanente de Mobilidade Humana, espaço que construirmos coletivamente. A experiência das mulheres do Curdistão foi muito impactante, disseram que a luta das mulheres engloba toda luta por liberdade de outras minorias e acaba por ser o ponto central de unidade.
A assembleia dos povos teve uma metodologia de apresentação das sínteses das atividades que compunham toda programação do Fórum Social e foi um espaço de celebração dos trabalhos realizados. Na mesa sobre igualdade e direitos humanos foi colocada a centralidade na disputa da narrativa na sociedade, o acesso à justiça, denúncia e incidência internacional das violações de direitos e a necessidade de coletarmos e produzirmos um banco dados sobre os crimes as minorias.        


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

[email protected]

Seguidores