28 de setembro de 2017

A UNICRUZ organizou na semana do dia 20 de setembro o VI Fórum de Sustentabilidade da Região, que contou com a presença do educador popular Leonardo Boff. Dentro da programação do evento aconteceu o encontro Regional de Catadores da Rede Ideia, o qual a AVESOL através do convite da Universidade ministrou dois dias de formação sobre a Cadeia Produtiva de Resíduos Sólidos Urbanos Pós-consumo. O evento contou com a presença de catadores dos municípios de: Giruá, Ijuí, Cruz Alta, Tupanciretã e Ibirubá.
No segundo dia do seminário contamos com a presença do educador Leonardo Boff, o qual deu seu relato sobre sua contribuição para organização das catadoras e catadores de materiais recicláveis e seu apoio ao MNCR. O educador lembrou a figura do Irmão Antonio Cechin, Irmão Marista que de forma justa e correta empunhava o termo “Profetas da Ecologia” quando se referia aos catadores.
A AVESOL Associação do Voluntariado e da Solidariedade tem contribuído para organização e articulação de uma Rede de Catadores no Noroeste do Estado nos municípios de Cruz Alta, Ibirubá e Tupanciretã. Os grupos de catadores destes municípios fazem parte do projeto Profissão Catador – executado pela Universidade de Cruz Alta – UNICRUZ. Por meio do projeto foi possível investir na estruturação das Unidades de Triagem e na organização dos catadores possibilitando ampliar suas ações no trabalho. AVESOL também tem contribuído a mais de 10 anos para organização dos catadores nos municípios de Ijuí, Santo Ângelo e Giruá através de assessoria em Rede.
Para além do seminário foi possível pensarmos na construção de uma rede de comercialização entre as Cooperativas/associações/grupos de catadores presente. Ficamos com o indicativo de criarmos uma “Rota inclusiva e Sustentável” para comercialização coletiva dos grupos de catadores da região.
Dificuldade não é sinônimo de inércia
A situação das cooperativas/associações ou grupos de catadores do Noroeste do Estado não foge à regra, igualasse as mesmas condições que os catadores de qual quer outro local do Estado ou País passam. Isto porque a Cadeia Produtiva de Resíduos Sólidos pós-consumo tende a aumentar as desigualdades sociais e econômicas dos trabalhadores que estão inseridos nela, seja através da precarização do trabalho, seja na concentração de tecnologia para aplicar no beneficiamento dos resíduos ou até mesmo através do tráfico de influência no setor público, criando um monopólico em toda cadeia.
Mesmo diante desta realidade as catadoras e catadores de materiais recicláveis tem organizado suas e lutado por política pública de inclusão. 
As contradições expressas na Cadeia Produtiva de Resíduos é resultado combinado de uma crise institucionalizada pelo capital. Cabe-nos explorar o resultado desta contradição e instrumentalizar um dos polos desta crise: O Catador de Material Reciclável. 

Viva a Luta dos Catadores e sua organização.




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores