23 de março de 2018





Na busca pela valorização do trabalho das pessoas mais humildes e que muito contribuem para a nossa sociedade, realizamos nos dias 21 e 22 de março de 2018 o primeiro Encontro da Rede Ideia de Catadores na Casa Marista da Juventude - CAJU. O encontro contou com a presença de mais de setenta participantes das Associações e Cooperativas de catadores de todo o Estado do Rio Grande do Sul.
 Além do encontro físico, de rever amigos e companheiros de luta, tivemos, também, um bonito encontro místico entre o passado e o presente lançando um olhar para vislumbrar um futuro melhor. Nesse encontro nos foi apresentado um pouquinho da história de Chico Mendes através do documentário "Chico Mendes - O preço da Floresta de 2010".  Esse brasileiro notável viveu num Brasil marcado pela ditadura militar, em uma época muito triste e muito difícil para quem quisesse um Brasil sem escravidão, com trabalhadores valorizados, direitos básicos atendidos e uma floresta Amazônica preservada.  Muitos morreram nessa época lutando pela preservação da floresta Amazônica, pelas reservas extrativistas e o direito a trabalhar dignamente. Chico Mendes morreu em 1988 perto do natal, mas nos deixou o seu legado de luta social, opção pelos pobres, cooperativas de extrativista, que além de gerar renda ainda preservam a Amazônia. Hoje as reservas extrativistas protegem uma área maior que Portugal. Chico nos deixou um ideal, sua inspiração, seu exemplo de coragem, de luta, de busca estudo e conhecimento para os mais pobres.  Antes da ecologia ser moda e aqueles que a defendiam pagavam com a própria vida ou sofriam na própria carne a dor de “fazer política o que nada mais era que a busca por educação, saúde, comida, moradia e etc.
De igual modo os catadores de materiais recicláveis são todos Chico Mendes e como dizia o Irmão Marista Antônio Cecchin “Os catadores são os profetas da ecologia” (in memoriam).  O Ir. Cecchin assim sofreu tortura pela ditadura militar por “fazer política” no sentido de ajudar os pobres a matar a sua fome e buscar melhores condições de vida. Mantendo vivo na memória o legado desses dois brasileiros corajosos que com audácia buscaram no povo mais pobre o sentido para suas vidas, pensando no acesso e disseminação de informações para, pelos e por catadores. 
Como forma de inclusão social e digital. Estamos procurando parceiros para nos utilizar das mídias sociais como ferramenta libertadora da exclusão social. Estamos dando um passo importante, construindo um método de formação e assessoria a distância para os catadores e grupos solidários. Com o objetivo de melhorar a comunicação, formação e acompanhamento dos grupos de trabalho assessorados pela Rede Ideia através do Programa Comunidade Produtiva.
Outras atividades foram realizadas como por exemplo uma pequena homenagem a Marielle Franco vereadora do Psol morta a tiros por jagunços modernos no estado do Rio de Janeiro.  É incrível notar que o Brasil de trinta ou quarenta anos atrás continua fazendo suas vítimas. A luta social, o “fazer política” de Chico Mendes e Ir Antônio Cecchin continuam vivos, em nossos corações, respirações e braços para o trabalhar. Nossa senhora Boa Mãe, rogai por nós os trabalhadores por um Brasil melhor.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Categories

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores