10 de junho de 2014

Nos dias 06 e 07 de junho aconteceu a III Conferência Estadual de Economia Solidária no Clube Farrapos em Porto Alegre, contou com a presença de delegados/as (empreendimentos solidários, gestores públicos e entidades de apoio e fomento) das 12 regiões que realizaram suas respectivas Conferências Regionais, convidadas/os, FGEPS, SENAES, Conselheiros do CESOL. A acolhida às delegações regionais e demais participantes da Conferência Estadual refletiu sobre a contribuição de cada um/a para a construção da Economia Solidária. Após a saudação inicial e aprovação do regimento interno iniciaram-se os trabalhos em grupos com intuito de elencar 10 prioridades para a Conferência Estadual e destas, 03 para a Nacional de cada temática: produção, comercialização e consumo; financiamento solidário; educação, formação e assessoramento; legislação e integração de políticas públicas. O apelo ao fortalecimento da política pública de economia solidária, através dos planos estaduais e nacionais, a estruturação de um fundo solidário, espaços educacionais da Economia Solidária e o Não À Incineração foram temáticas marcantes nos dias de debate e aprovação das prioridades. Fica o desafio aos 168 delegados do RS para a etapa nacional que acontecerá em dezembro de 2014.


"Economia Solidária é um jeito diferente de produzir, vender, comprar e trocar o que é preciso para viver. Sem explorar os outros, sem querer levar vantagem, sem destruir o ambiente. Cooperando, fortalecendo o grupo, cada um pensando no bem de todos e no próprio bem. A economia solidária vem se apresentando, nos últimos anos, como inovadora alternativa de geração de trabalho e renda e uma resposta a favor da inclusão social. Compreende uma diversidade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário. Nesse sentido, compreende-se por economia solidária o conjunto de atividades econômicas de produção, distribuição, consumo, poupança e crédito, organizados sob a forma de autogestão”. 
(Paul Singer, publicada no Boletim Informativo DIFESOL – nº 103).
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores