5 de abril de 2018



Reflexo de uma construção necessária para agrupar a esquerda em 2001, o Fórum Social Mundial segue hoje sendo uma das apostas dos setores anticapitalistas, buscando apontar saídas populares e democráticas para política social e econômica mundial. 
Muitos de nós da Economia Solidária tivemos nosso primeiro contato com esta “nova forma de organizar o trabalho” a partir dos debates construídos nas tendas deste evento.
É inegável que a cada edição que participávamos, mais fortalecidos nos sentíamos. Hoje a Economia Solidária é expoente fundamental deste debate de mudança, não apenas com novas ideias, mas com práticas que foram ao longo dos anos demonstrando que é possível produzir sem excluir, respeitar as diversidades e criar uma nova cultura política, econômica e social radicalmente horizontal.
Temos um longo caminho na implementação das transformações necessárias, há muito que se estudar e viver, pois a “prática segue sendo o critério da verdade”, e é nela que a Economia Solidária tem demonstrado que é possível viver bem sem explorar. Hoje temos a certeza que não estamos sozinhos nesta jornada, muitas lutadoras e lutadores sociais tem somado forças a cada dia que passa.
O Fórum Gaúcho de Economia Popular e Solidária contou com apoio financeiro da AVESOL para participar com uma comitiva no Fórum Social Mundial que neste ano ocorreu na Bahia. Estivemos em todos espaços de debate do movimento de Economia Solidária. 
Assim como em 2001, agora em 2018 seguimos com a tarefa de resistir contra as ofensivas neoliberais que voltaram a acumular forças no campo ideológico, após uma série de experiências com governos populares. A ofensiva neoliberal no continente latinoamericano demonstra que suas práticas não estão apenas em gabinetes políticos ou na administração de grandes empresas, mas atuam paralelamente com suas milícias, matando pobres, trabalhadores, negras e negros, LGBTQI, comunidade indígenas e todos aqueles que sonham por um mundo melhor.
A Economia Solidária seguirá resistindo e avançando.
Agradecemos a AVESOL por contribuir para viabilizar este momento rico em nossas vidas e tão importante para construção de nosso movimento.

Katiucia Gonçalves, Militante do Movimento de Economia Solidária









Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com expressões ofensivas serão excluídos.

YouTube

YouTube
Assitir vídeos da AVESOL no canal de YouTube

Notícias arquivadas

Tecnologia do Blogger.

Como Chegar

Principais Contatos

51 3221 2318

avesol@avesol.org.br

Seguidores